Ciclocrosse, Internacional, Nacional

Antevisão Taça do Mundo CX Benidorm: parte I – a escolha de Benidorm, o circuito, e a análise à lista de inscritos e principais favoritos

Antevisão Taça do Mundo CX Benidorm: parte I – a escolha de Benidorm, o circuito, e a análise à lista de inscritos e principais favoritos

A escolha de Benidorm

Será a 13ª e penúltima prova da Taça do Mundo da temporada, e Benidorm foi o palco escolhido, pela primeira vez no historial na competição. Esta famigerada estância balnear da província de Alicante, que congrega as mais diversas nacionalidades europeias nos meses de verão, pretende também ser uma atração turística no inverno, e é dessa vontade que vem a aposta no ciclocrosse.

Primeiro, porque belgas e neerlandeses, países onde o ciclocrosse tem a sua máxima expressão, são das nacionalidades que mais rumam a Benidorm no verão; e segundo, porque a cidade localiza-se na Costa Blanca, região escolhida pela grande maioria das equipas profissionais WorldTeams e ProTeams para os seus estágios de pré-temporada. Por isso mesmo, também a escolha da data da prova não foi ao acaso, já que, e apesar da temporada de estrada já ter arrancado (com o Tour Down Under e com o início da Vuelta a San Juan também no dia de amanhã), muitas equipas e ciclistas ainda se encontram a estagiar nesta região. Isto permitiu atrair as maiores estrelas da modalidade (como iremos analisar já a seguir), e consequentemente, um grande número de fãs, já que os 15 mil bilhetes que foram postos à venda já se encontram esgotados, o que vai garantir uma das maiores molduras humanas da temporada, ao nível daquelas encontradas na Bélgica e nos Países Baixos. Talvez possamos dizer que foi realmente uma aposta ganha.

Written by - - 146 Views

Páginas: 1 2 3 4

No Comment

Please Post Your Comments & Reviews

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *