Estrada, Internacional

Wollongong 2022: A batalha do contrarrelógio

Wollongong 2022: A batalha do contrarrelógio

Corrida Feminina: Início 00:35 madrugada sábado – domingo

As senhoras são as primeiras a ir para a estrada, com a prova a iniciar-se às 00.35 no horário de Portugal Continental, com as três primeiras do ano passado a partirem novamente como grandes favoritas à luta pelo título. 

A campeã em título Ellen Van Dijk tenta chegar ao seu terceiro título, repetindo o feito do ano passado e de 2008, depois de ter vencido três contrarrelógios este ano, mas nos campeonatos europeus perdeu para a sua rival Marlen Reusser. 

A suíça é a principal rival do neerlandesa, depois de no ano passado ter perdido por apenas dez segundos e depois de dois títulos europeus consecutivos chegar ao inédito arco-íris é o único objetivo no horizonte da corredora da SD Worx. 

Já a imparável Annemiek Van Vleuten é o joker nesta batalha, a campeã olímpica este ano correu apenas um prólogo e um contrarrelógio por equipas, e certamente gostaria de um pouco mais de dureza para aumentar as suas chances de conquistar o arco-íris pela terceira vez, mas a presença nas medalhas parece ser um dado quase adquirido.

Olhando para as outsiders há que ter debaixo de olho o nome de Shirin van Anrooij, que nos campeonatos nacionais neerlandeses ficou a um minuto do tempo de Van Dijk, a representante da casa Graece Brown, quarta nos Jogos Olímpicos do ano passado, a norte-americana Kristina Faulkner, que tem sido uma das sensações da temporada e procura seguir os pergaminhos do seu país nesta vertente. Curiosidade para o facto de as duas primeiras a saírem para estrada são a alemã Ricarda Bauernfeind e a francesa Marine Le Net, duas jovens que podem ambicionar ao top-10 final e que vão desde logo marcar tempos de referência interessantes para o resto da corrida.

Data powered by FirstCycling.com

Written by - - 159 Views

Páginas: 1 2 3

No Comment

Please Post Your Comments & Reviews

O seu endereço de email não será publicado.