Estrada, Internacional

Tour 2022: Vingegaard nocauteia Pogacar!

Tour 2022: Vingegaard nocauteia Pogacar!

O regresso do Col du Granon ao Tour de France, desde a sua única aparição em 1986, prometia um enorme espetáculo e grandes diferenças na luta pela geral. Mas ninguém esperava um regresso do ciclismo a outros tempos, à época das lendas, com ataques a muitos quilómetros do final e várias reviravoltas.

Uma vintena de ciclistas entrou na fuga do dia, incluindo Wout Van Aert (Jumbo-Visma) e Mathieu Van Der Poel (Alpecin-Fenix), um pronúncio do caráter lendário que assumiria esta jornada. Na luta pela montanha, Warren Barguil (Arkéa-Samsic) impôs-se sobre Simon Geschke (Cofidis) e conquistou o Col du Galibier, a subida a maior altitude desta edição.

Entre os favoritos, foi Primoz Roglic (Jumbo-Visma) que abriu as hostilidades, com um ataque surpreendente perto do topo do Col du Télégraphe, a 70 quilómetros do final, que teve resposta por parte de Tadej Pogacar (UAE Team Emirates), Jonas Vingegaard (Jumbo-Visma) e Geraint Thomas (Ineos Grenadiers). Até ao topo do Galibier, com múltiplos ataques e contra-ataques entre os quatro homens, Roglic cederia e Romain Bardet (DSM) tomaria o seu lugar na frente.

O Col du Granon iniciou-se ao ritmo de Rafal Majka (UAE Team Emirates) e com ataque de Nairo Quintana (Arkéa-Samsic), entretanto reentrado. Até que Jonas Vingegaard partiu a loiça toda e deixou Tadej Pogacar pregado à estrada, pela primeira vez no seu reinado no ciclismo. O jovem dinamarquês passou a voar por Quintana e tão depressa ascendeu à camisola amarela virtual. A sua exibição lendária, apoiado por uma grande equipa, foi consagrada com a vitória nesta etapa histórica. Quintana ainda foi 2º e Bardet fechou o pódio da etapa. Pogacar quebrou completamente e foi ultrapassado também por Thomas, Gaudu e Yates, tendo perdido 2 minutos e 51 segundos.

Na classificação geral, Jonas Vingegaard ascendeu ao topo da classificação geral, mantendo agora 2:16 para Romain Bardet, que subiu a 2º, e Pogacar ainda em 3º, mas a 2:22 do dinamarquês. Para todos os ciclistas, staff e adeptos, as próximas horas serão de absorção das emoções vividas neste dia histórico de ciclismo.

Written by - - 759 Views

No Comment

Please Post Your Comments & Reviews

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *