Estrada, Nacional

Rafael, o Reis do Prólogo da Volta a Portugal!

Rafael, o Reis do Prólogo da Volta a Portugal!

Ao jeito de um Chris Boardman nacional, Rafael Reis (Glassdrive / Q8 / Anicolor) venceu o prólogo da Volta a Portugal pela terceira vez consecutiva, quinta no total, e será o primeiro camisola amarela de 2023. Mauricio Moreira, o vencedor da Volta do ano passado, ficou a 3 segundos na 3ª posição, com um surpreendente Txomin Juaristi (Euskaltel – Euskadi) no 2º lugar.

A Volta a Portugal está novamente na estrada, tendo começado em Viseu pela primeira vez desde 2019, com os atletas a percorrerem uma rota citadina de 3,6 quilómetros.

Perfilaram-se 129 ciclistas à partida, havendo algumas surpresas e algumas desilusões. A maior surpresa do dia foi o basco Txomin Juaristi, que aguentou na liderança do prólogo até ao último ciclista, Rafael Reis, partir. O ciclista da Euskaltel – Euskadi ficou a apenas 2 segundos de conquistar a sua primeira vitória profissional, mas Reis voltou a ser o mais forte e conquistou a sua oitava vitória na Volta a Portugal e a camisola amarela que também já lhe é familiar. César Martingil (Aviludo – Louletano – Loulé Concelho) foi um dos ciclistas que durou mais na cadeira do primeiro lugar e termina com um merecido 4⁰ posto.

Na luta dos favoritos para a classificação geral, Maurício Moreira destacou-se dos rivais, ao finalizar a prova em 3º a três segundos do colega vitorioso. O vencedor da prova em 2022 ocupa assim a pole position para revalidar o título. A maior parte dos rivais de Moreira perdeu tempo, mas sem diferenças consideráveis a registar nesta fase: James Whelan (9 segundos), Henrique Casimiro (12 segundos), Joaquim Silva (14 segundos), António Carvalho (16 segundos), Delio Fernandez (17 segundos) ou Frederico Figueiredo (18 segundos), para nomear alguns.

Rafael Reis lidera todas as classificações, com exceção da juventude, cuja camisola irá pertencer a Daniel Dias (Credibom / LA Alumínios / Marcos Car). Amanhã adivinha-se uma chegada ao sprint em Ourém, com alguma incerteza provocada por dificuldades montanhosas.

Written by - - 380 Views

No Comment

Please Post Your Comments & Reviews

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *