Estrada, Internacional

Poels surpreende Evenepoel! Novela Jumbo-Visma termina em festa e união

Poels surpreende Evenepoel! Novela Jumbo-Visma termina em festa e união

A 20ª etapa da Vuelta significava, à partida, o tudo ou nada para as decisões da classificação geral, mas o interesse em animar a corrida esteve sobretudo do lado da fuga. Wout Poels foi o grande vencedor em Guadarrama, contrapondo a sua experiência à potência de Remco Evenepoel, que foi 2º. Entre os favoritos, Sepp Kuss, Jonas Vingegaard e Primož Roglič festejaram juntos a vitória na Vuelta e a ‘limpeza’ do pódio.

A fuga que discutiu a etapa formou-nos primeiros quilómetros da etapa e originalmente, incluia 31 ciclistas, tais como Remco Evenepoel (Soudal – Quick Step), Wout Poels (Bahrain – Victorious), Marc Soler (UAE Team Emirates), Romain Bardet (Team DSM), Lennard Kamna (Bora – hansgrohe), Geraint Thomas (INEOS Grenadiers) e o português Rui Costa (Intermarché-Circus-Wanty). Com a camisola das bolas azuis garantida pelo belga, não houve disputa nas contagens de montanha e todas tentativas de fuga de la fuga foram neutralizadas pela Soudal – Quick Step, que contava com mais 3 ciclistas na frente. Isso permitiu também à fuga construir uma vantagem de mais de 10 minutos.

Em San Lorenzo de El Escorial, a última subida do dia e de maior dificuldade, Poels atacou no empedrado e só Soler e Lennert Van Eetvelt (Lotto Dstny) conseguiram segui-lo, com Evenepoel e Pelayo Sanchez (Burgos-BH) a juntarem-se mais tarde. Lá atrás, Enric Mas (Movistar Team) ainda tentou, mas a Jumbo-Visma voltou a ser autoritária, desta vez com prova de fidelidade por Primož Roglič. Só Cian Uijtdebroeks (Bora – hansgrohe) não conseguiu acompanhar os favoritos e perdeu o seu 7º lugar para o companheiro Aleksandr Vlasov.

Na frente, o grupo destacado alcançou um entendimento que os permitiu discutir a vitória. Mas quando Evenepoel parecia tê-la bem encaminhada, Poels puxou da sua imensa experiência para surpreender o belga numa curva e chegar primeiro ao risco de meta. Pelayo Sánchez (Burgos-BH) foi 3º e Rui Costa foi o melhor português na etapa, em 6º, fechando a Vuelta em boa forma.

Na classificação geral, Sepp Kuss terá a sua consagração na etapa de amanhã, em Madrid, enquanto Remco Evenepoel conquista a montanha e Juan Ayuso a juventude. Só a camisola dos pontos de Kaden Groves (Alpecin-Decuninck) permanece em disputa. João Almeida (UAE Team Emirates) conclui a Vuelta no 9º lugar.

Written by - - 792 Views

No Comment

Please Post Your Comments & Reviews

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *