Entrevistas, Estrada, Nacional

O rescaldo da época nacional 2023: a opinião dos diretores desportivos

O rescaldo da época nacional 2023: a opinião dos diretores desportivos

Kelly / Simoldes / UDO (Luís Pinheiro)

O significado de uma vitória na Volta a Portugal (Fonte: Instagram da Kelly / Simoldes / UDO)

“Estar sempre na discussão, principalmente nas clássicas”. Estas foram as palavras de Manuel Correia no início da temporada, que encontraram respaldo nos resultados alcançados durante a época de 2022. Mas a Kelly / Simoldes / UDO foi mais longe, muito mais longe. De equipa talhada para as provas de um dia, para uma das mais vitoriosas e consistentes do ano 2023, em todo o tipo de corridas, apenas perdendo o rótulo de equipa mais ganhadora do ano para a Glassdrive / Q8 / Anicolor. No total, a folha de resultados da equipa de Oliveira de Azeméis contabiliza sete conquistas, repartidas por Adrián Bustamante (três vitórias), Luís Gomes (três vitórias) e José Sousa (uma vitória). Curiosamente, apenas por uma vez a equipa saiu triunfante de uma clássica, a de Viana do Castelo; as restantes seis vitórias foram alcançadas em etapas na Volta ao Alentejo, Grande Prémio O Jogo, GP Abimota, GP Douro Internacional, Grande Prémio Jornal de Notícias e… na Volta a Portugal. Há imagem de pretéritas edições, a Kelly / Simoldes / UDO picou novamente o ponto na corrida mais importante do calendário nacional, por intermédio de Bustamante, na espetacular etapa com chegada a Fafe e passagem pelos setores de sterrato da pitoresca Casa do Penedo. Ainda no contexto da Grandíssima, Hélder Gonçalves foi uma das agradáveis surpresas, perdendo um lugar nos 10 melhores à geral apenas no contra-relógio final e juntando um lugar no pódio (3º) na mítica etapa da Senhora da Graça.

Este notável registo, por si só, elevaria a temporada da equipa a um patamar bastante elevado. No entanto, a competitividade dos alunos do “Mestre” Correia foi constante durante todo o ano, oferecendo à equipa 24 top-3 e 63 top-10 em classificações gerais e etapas. Estiveram ainda na luta pelo pódio de classificações secundárias por seis vezes, levando para casa a respetiva camisola em metade delas. Importa ressalvar também a meritória prestação de António Ferreira na classificação da montanha da Volta ao Algarve, conquistando a 3ª posição num pelotão recheado das maiores estrelas internacionais da modalidade.

A satisfação reina nas hostes da Kelly / Simoldes / UDO, como nos confidenciou Luís Pinheiro (diretor desportivo adjunto da equipa):

Penso que a temporada deste ano foi a melhor de sempre desta estrutura. Nós inicialmente arrancamos na Volta ao Algarve e tivemos uma boa prestação naquele pelotão, conseguimos subir ao pódio com António Ferreira junto daqueles grandes corredores; na Volta ao Alentejo conseguimos vencer a etapa rainha com Adrián Bustamante; tivemos na disputa da Taça de Portugal, do Grande Prémio do Douro Internacional; no Campeonato Nacional, o Luís Gomes foi terceiro, logo atrás dos gémeos Oliveira; na Volta a Portugal tínhamos o objetivo de vencer uma etapa, e conseguimos, penso que foi a cereja no topo do bolo. Nesse sentido acho que fizemos uma temporada que nem nós esperávamos.

Luís Pinheiro

As restrições financeiras que grande parte das equipas continentais sentem são um dos grandes desafios com que os diretores desportivos têm de lidar sempre que chega a altura de reformular a equipa. A Kelly / Simoldes / UDO não é exceção, e a aposta na juventude é um dos pergaminhos desta formação, pelo que o futuro passa por seguir a política que tão bons resultados tem trazido:

Nós somos uma estrutura pequena, o nosso orçamento é muito limitado, e nesse sentido temos trazido corredores jovens e temos feito despoletar esses mesmos corredores. Para o futuro, com as nossas limitações, estamos a tentar assegurar o bloco da equipa, os principais corredores. Não será fácil, porque a par dos anos anteriores, os nossos corredores costumam ser aliciados por outras equipas, mas penso que de grosso modo vamos manter o bloco. A vida das equipas é um bocado assim, um entra, outro sai, mas estamos satisfeitos com a maioria dos nossos corredores e vamos tentar assegurar grande parte deles.

Luís Pinheiro
Written by - - 1949 Views

Páginas: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10

No Comment

Please Post Your Comments & Reviews

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *