Estrada, Nacional

Mais 3 provas em Itália no cardápio da Óbidos Cycling Team

Mais 3 provas em Itália no cardápio da Óbidos Cycling Team

A Óbidos Cycling Team irá dar mais um importante passo na sua internacionalização ao participar, entre 13 e 16 de agosto, em 3 clássicas do calendário italiano de sub-23, sendo que 2 delas pertencem ao calendário UCI, na classe 1.2U. O périplo transalpino começa no dia 13 de agosto com o Gran Premio Sportivi di Poggiana – Trofeo Bonin Costruzioni, passando pela Firenze – Viareggio, no dia 15 de agosto (a única das 3 provas que não pertence ao calendário internacional da UCI), terminando no dia 16 de agosto com o GP Capodarco Comunità di Capodarco. Recorde-se que a Óbidos Cycling Team já esteve presente, em julho, no Giro Giro Ciclistico della Valle d’Aosta – Mont Blanc, umas das mais importantes provas do calendário internacional de sub-23.

O nosso artigo conta, ainda, com declarações do diretor desportivo da estrutura do Oeste, Micael Isidoro.

Um olhar sobre a tripla italiana

Gran Premio Sportivi di Poggiana – Trofeo Bonin Costruzioni

A primeira prova da tripla italiana, para a Óbidos Cycling Team, será a 47.ª edição do Gran Premio Sportivi di Poggiana – Trofeo Bonin Costruzioni, no dia 13 de agosto, que terá 164,2 quilómetros. O percurso afigura-se algo ondulado, com principal foco na dupla ascensão a Forcella Mostaccin (aproximadamente 3 quilómetros a 8% de pendente média) e ainda a ascensão a Asolo (aproximadamente 1 quilómetros a 10% de pendente média). A última passagem por Forcella Mostaccin e por Asolo estão quase encadeadas, podendo provocar a seleção final no pelotão, no entanto após serem transpostas irão existir cerca de 30 quilómetros planos que poderão fazer com que a prova ainda chegue com o pelotão bem constituído ao risco de meta, no entanto nos últimos anos a prova tem-se decidido ao sprint em pequenos grupos ou com ciclistas isolados na linha de meta.

Perfil da prova.
Fonte: Organização da prova

A prova contará com a equipa da Green Project – Bardiani CSF – Faizanè (equipa ProTeam) e algumas equipas de desenvolvimento das equipas WorldTeams e ProTeams: Astana Qazaqstan, Bingoal WB, Israel Premier Tech, Jumbo-Visma, Q36.5 Cycling Team e Tudor Pro Cycling Team.

O palmarés desta corrida conta, por exemplo, como vencedores os seguintes nomes: Mattia Cattaneo, Luke Rowe, Michael Storer, Nicola Conci, Robert Stannard ou Nicolò Buratti (o vencedor da edição transata).

Firenze – Viareggio

No dia 15 de agosto sairá para a estrada a 76.ª edição da Firenze – Viareggio. Esta clássica não consta no calendário internacional de sub-23, no entanto é a clássica mais antiga deste lote e costuma lançar alguns nomes para a ribalta. A prova terá 180 quilómetros e terá um percurso sinuoso, com uma parte intermédia com algumas subidas e na parte final com a presença da ascensão a Pedona, que poderá ser a chave para o desfecho desta clássica.

Perfil da prova.
Fonte: Organização da prova

O palmarés desta corrida conta, por exemplo, como vencedores os seguintes nomes: Rafał Majka, Salvatore Puccio ou Fausto Masnada.

GP Capodarco Comunità di Capodarco

Para finalizar a viagem a Itália os ciclistas da Óbidos Cycling Team irão enfrentar a prova mais dura (no papel), no dia 16 de agosto. O 51.º GP Capodarco Comunità di Capodarco contará com 180 quilómetros e terá 8 passagens por Capodarco, com a 8.ª passagem a marcar o final desta clássica italiana. As passagens por Capodarco serão os pontos altos da prova, visto que serão feitas em subida de aproximadamente 3,5 quilómetros a 6% de pendente média (contando com pendentes de 18% já muito perto dos metros finais da ascensão). Com todas estas vicissitudes é crível que chegue um ciclista isolado à meta, como tem sido apanágio da prova, nos últimos anos.

Perfil da prova.
Fonte: Organização da prova

A prova contará com a equipa da Green Project – Bardiani CSF – Faizanè (equipa ProTeam) e algumas equipas de desenvolvimento das equipas WorldTeams e ProTeams: Astana Qazaqstan, Bingoal WB, Israel Premier Tech, Q36.5 Cycling Team e Tudor Pro Cycling Team.

O palmarés desta corrida conta, por exemplo, como vencedores os seguintes nomes: Mattia Cattaneo, Jai Hindley, Mark Padun, Einer Rubio, Flippo Zana ou Nicolò Buratti (o vencedor da edição transata).

As declarações de Micael Isidoro sobre nova participação da equipa em Itália

Antes da partida para o tríptico italiano tivemos a oportunidade de falar com Micael Isidoro sobre as provas onde os seguintes ciclistas da equipa irão estar presentes: Gabriel Casal, Daniel Jorge, Marco Marques, Bernardo Jorge, Miguel Carvalho e Diogo Silva. Isidoro levantou, ainda, um pouco do véu do que será a restante temporada a nível internacional e o que reserva o futuro para a equipa.

Esta participação nas 3 provas italianas, em que 2 delas pertencem ao calendário 1.2U da UCI, vem no seguimento do trabalho efetuado pela equipa e com o objetivo da internacionalização em mente. Vamos aproveitar para dar mais calendário internacional a estes jovens, sendo que estaremos presentes em mais corridas, no estrangeiro, ainda este ano, onde aproveitaremos para fazer algumas experiências já com a temporada de 2024 no nosso pensamento.

Micael Isidoro.
Foto: Helena Dias / Óbidos Cycling Team

Estas serão mais 3 provas internacionais no calendário da Óbidos Cycling Team, onde se espera que os jovens ciclistas continuem a sua aprendizagem e a obtenção de maior experiência no cenário internacional. Depois da viagem a Itália a equipa do Oeste estará de volta ao calendário nacional para realizar as 2 provas de Esperanças marcadas para a Anadia e para a Curia, no fim-de-semana de 19 e 20 de agosto.

Foto de Capa: UVP – Federação Portuguesa de Ciclismo

Written by - - 572 Views

No Comment

Please Post Your Comments & Reviews

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *