Estrada, Internacional

Jumbo-Visma coroa Vingegaard numa corrida de eliminação à geral

Jumbo-Visma coroa Vingegaard numa corrida de eliminação à geral

Um dia brutal na Vuelta! A primeira semana já previa etapas movimentadas, mas o Col du Tourmalet fez as diferenças, numa aula de tática e de força da Jumbo-Visma, colocando o trio maravilha no pódio: Jonas Vingegaard (vencedor da etapa), Sepp Kuss (2º) e Primož Roglič (3º). Sepp Kuss fortifica a sua posição de líder e continua a envergar a camisola vermelha com uma vantagem confortável (para os colegas de equipa). João Almeida perdeu tempo num dia difícil em cima da bicicleta, mas mostrou a perseverança e atitude que o colocam no topo, conseguindo manter-se no Top-10.

O dia, que começou em Formigal Huesca la Magia, já dizia no seu nome “Magia”, mas nada previa o que aconteceu: a quebra de grande favoritos – Remco Evenepoel e João Almeida – e a confirmação domínio total da Jumbo-Visma nesta temporada.

Foram 134,7 quilómetros de uma luta renhida pela etapa, com a Jumbo-Visma a controlar a frente do pelotão e a não permitir a formação de uma fuga ao gosto dos “caça-etapas”. João Almeida (UAE Team Emirates) foi o primeiro a ceder, ficando isolado dos restantes membros da equipa e do grupo da frente, mas não foi o único: Remco Evenepoel quebrou pouco depois, levando a Soudal-Quick-Step a descair para auxiliar o seu líder num momento dificil. Almeida, mostrou toda a sua perseverança em recolar, mas o ritmo imposto pela Jumbo-Visma não perdoava e o atleta português iniciou uma corrida de minimização de perdas a solo, ultrapassando inclusive Evenepoel.

A 50 quilómetros para a meta, a Jumbo-Visma continuava no comando e o número de ciclistas na frente continuava a diminuir. Jonas Vingegaard ainda testou a concorrência, sendo seguido de perto por Mikel Landa (Bahrain – Victorious), mas o ataque não pegou e instalou-se a fase de maior acalmia da etapa, até ao sopé do Col du Tourmalet. Aí, Vingegaard lançou novo ataque, que fez Marc Soler (UAE Team Emirates) despedir-se defintivamente do sonho da camisola vermelha e colocou toda a gente em dificuldades. Porém, nem tudo foi perdas para a equipa emirati, com Juan Ayuso a manter-se no grupo perseguidor, com Enric Mas (Movistar Team), Cian Uijtdebroeks (Bora Hansgrohe) e os outros dois líderes da Jumbo-Visma.

Enquanto Jonas Vingegaard foi candidato, Sepp Kuss foi líder. O camisola vermelha desta Vuelta não se conteve perante os adversários e atacou fortemente à beira do último quilómetro, cedendo apenas 30 segundos para o seu colega e acima de tudo, mantendo a camisola vermelha de forma confortável. Roglič ainda completou o pódio da etapa, deixando a restante concorrência para trás no sprint.

O Col du Tourmalet corou a Jumbo-Visma! A equipa neerlandesa ocupa agora os 3 primeiros lugares da classificação geral, com Sepp Kuss seguido pelos seus colegas de equipa Primož Roglič e Jonas Vingegaard, praticamente igualados entre si.

Num esforço monumental, João Almeida conseguiu minimizar as perdas num dia complicado e manteve o Top-10 da classificação geral, na 10ª posição a 8:39 minutos do líder. Num dia que diz ter sido o seu pior dia na bicicleta o atleta português mostrou a sua perseverança em relação às adversidades e a sua capacidade de superação!

Written by - - 339 Views

No Comment

Please Post Your Comments & Reviews

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *