Estrada, Nacional

GP Mortágua – Pedro Silva: Homenagem a Pedro Silva no fecho da época de estrada!

GP Mortágua – Pedro Silva: Homenagem a Pedro Silva no fecho da época de estrada!

Arranca, amanhã, a 21.ª edição do GP de Ciclismo de Mortágua – Pedro Silva que homenageará o malogrado Pedro Silva, ele que foi o mentor e fundador do Velo Clube do Centro. A prova terá 144 quilómetros, tendo um percurso idêntico ao do ano passado, com a tripla passagem por Felgueira como prato principal do dia.

À hora de escrita do artigo estão pré-inscritos 108 ciclistas, distribuídos pelas 16 equipas nacionais: as 9 estruturas Continentais UCI e as 7 equipas de clube/sub-23.

GP Mortágua – Pedro Silva: Tudo o que precisas sobre o percurso!

A edição deste ano da prova irá contar com um percurso bastante ondulado no decurso dos seus 144 quilómetros, que terá 3 passagens pela meta. A subida a Felgueira promete causar os maiores danos no pelotão, sendo a única contagem de montanha categorizada do dia e será transposta por 3 vezes. Porém, o terreno será irregular durante a maior parte do dia e é esperado que o pelotão chegue fracionado à meta ou, até mesmo, um pequeno grupo de fugitivos, tal como na última edição. Além da classificação geral e classificação da montanha estarão em disputa: a classificação das Metas Volantes, com 3 passagens pela meta, em Mortágua; a classificação Metas Pedro Silva, que contará com 3 passagens, na Povoinha; a classificação da juventude e classificação de melhor ciclista de equipa de clube.

Perfil da prova.
Fonte: Organização da prova

GP Mortágua – Pedro Silva: Os nomes a ter em conta para a vitória!

Tendo em conta as dificuldades apresentadas no dia de amanhã, o vencedor deverá advir de um dos nomes mais em forma neste final de temporada, e, nomes como: Ángel Sánchez (o último vencedor da prova), Bruno Silva, Gonçalo Carvalho e Rui Carvalho Carvalho (Tavfer – Ovos Matinados – Mortágua); Ivo Pinheiro (ABTF Betão – Feirense); Venceslau Fernandes e Miguel Salgueiro (AP Hotels & Resorts / Tavira / SC Farense); Jesús del Pino (Aviludo – Louletano – Loulé Concelho); Joaquim Silva e Rafael Silva (Efapel Cycling); Frederico Figueiredo, Luís Mendonça e Mauricio Moreira (Glassdrive / Q8 / Anicolor); Hélder Gonçalves, Luís Gomes e José Sousa (Kelly Simoldes UDO) e Hugo Nunes e César Fonte (Radio Popular – Paredes – Boavista), poderão ser os nomes em maior destaque na prova mortaguense.

O ano passado foi Ángel Sánchez a vencer em casa. Voltará a Tavfer – Ovos Matinados – Mortágua a triunfar nesta corrida tão especial?
Foto: João Fonseca Photographer / UVP – Federação Portuguesa de Ciclismo

Relativamente aos sub-23 em prova, os nomes em maior evidência poderão ser: Afonso Eulálio (ABTF Betão – Feirense); Diogo Narciso, Alexandre Montez e Daniel Dias (Credibom – L.A. Alumínios – Marcos Car); Pedro Silva (Glassdrive / Q8 / Anicolor); Pedro Pinto e Sérgio Saleiro (Fonte Nova – Felgueiras); Miguel Correia e Bernardo Jorge (Óbidos Cycling Team); Afonso Lopes (Porminho Team Sub-23); Tiago Vale Ferreira (PORTOS WINDMOB); Diogo Gonçalves (Santa Maria da Feira / Segmento d’Época / Reol) e Mateo Kalejmann e Alonso Echavarría (CCL / Matdiver / Anastácio Mendes & Mendes, Lda / Suplementos24.com).

Foto de Capa: João Fonseca Photographer / UVP – Federação Portuguesa de Ciclismo

Written by - - 456 Views

No Comment

Please Post Your Comments & Reviews

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *