Estrada, Internacional

Giro d’Italia, 5ª etapa: Kaden Groves lança a sua candidatura à Ciclamino, em dia de caos total com as quedas!

Giro d’Italia, 5ª etapa: Kaden Groves lança a sua candidatura à Ciclamino, em dia de caos total com as quedas!

Kaden Groves (Alpecin – Deceuninck) foi o mais forte na tirada do dia que ligou Atripalda a Salerno, numa extensão de 171 quilómetros. O australiano bateu Jonathan Milan (Bahrain – Victorious) e Mads Pedersen (Trek-Segafredo). Além de todas as quedas que existiram nos últimos quilómetros tivemos uma queda feia de Mark Cavendish na linha de meta.

A menos de 7 quilómetros do fim produziu-se uma queda no grupo na parte da frente do pelotão, no entanto a maioria dos ciclistas conseguiram recolar devido a um grande trabalho de Edoardo Affini. Pouco depois dá-se a segunda queda de Remco Evenepoel a menos de 3 quilómetros para a meta, produzindo um caos total antes da chegada. Além de Evenepoel ficaram nessa queda alguns dos grandes favoritos à geral do Giro. Muitos ciclistas ficaram afetados em ambas as quedas, no entanto não parecem haver, por agora, grandes consequências para os grandes favoritos a este Giro. João Almeida chegou incluído no grupo da frente.

Rápida formação da fuga e a primeira queda de Remco Evenepoel

A fuga do dia formou-se rapidamente nos quilómetros iniciais da jornada, sendo que foi constituída por 4 ciclistas: Thibaut Pinot (Groupama – FDJ), Thomas Champion (Cofidis), Stefano Gandin (Corratec Selle Italia) e Samuele Zoccarato (Green Project-Bardiani-CSF-Faizane’). Thibaut Pinot não teve qualquer oposição por parte dos colegas de fuga e somou 9 pontos no Passo Serra, contagem de montanha de 3ª Categoria, que apareceu logo ao quilómetro 11,6. Depois disso, o gaulês recuava ao pelotão deixando os restantes 3 companheiros de aventura na frente. A fuga nunca teve grande margem para vingar nesta 5ª etapa, sendo que Zoccarato ainda tentou manter-se na frente com um ataque a 25 quilómetros do fim, no entanto acabaria por ser alcançado.

A parte inicial do dia foi marcada pela ida ao solo por parte de Remco Evenepoel, tendo o belga conseguido voltar à corrida e ao pelotão, pouco depois.

A luta pela ‘Maglia Ciclamino’

Enquanto na frente os 3 fugitivos ocupavam as posições cimeiras no sprint intermédio de Sant’Arcangelo dei Lombardi, atrás era Mads Pedersen quem fazia uma dura investida na luta pela camisola dos pontos, sendo o 4º e o primeiro ciclista do pelotão a passar nesse ponto, amealhando mais 5 pontos para o seu pecúlio.

Classificações

As classificações das camisolas mantêm-se totalmente iguais às do dia anterior, no entanto Jay Vine e Rigoberto Urán cederam algum tempo na classificação geral, perdendo 1 minuto na etapa de hoje.


O Giro d’Italia na Portuguese Cycling Magazine é patrocinado por:

Representante oficial das seguintes marcas em Portugal 🇵🇹:

Written by - - 178 Views

No Comment

Please Post Your Comments & Reviews

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *