Estrada, Internacional

Giro d’Italia, 4ª etapa: Primeira vitória de Aurélien Paret-Peintre numa Grande Volta, com Andreas Leknessund a assumir a liderança; João Almeida chega no grupo dos favoritos!

Giro d’Italia, 4ª etapa: Primeira vitória de Aurélien Paret-Peintre numa Grande Volta, com Andreas Leknessund a assumir a liderança; João Almeida chega no grupo dos favoritos!

Aurélien Paret-Peintre sagrou-se o grande vencedor da 4ª etapa do Giro d’Italia que ligou Venosa a Lago Laceno, numa extensão de 175 quilómetros. Bateu o norueguês Andreas Leknessund ao sprint, sendo que o ciclista ‘viking’ conseguiu chegar à liderança da prova. João Almeida chegou integrado no grupo dos principais favoritos, não perdendo tempo para nenhum deles, descendo ao 4º lugar da geral a 51 segundos de Leknessund.

A 7 quilómetros do final foi Nicola Conci o primeiro a abrir as hostilidades na fuga, num momento que Warren Barguil sentia dificuldades para seguir o ritmo dos outros escapados. Pouco depois, foi o mesmo Conci que cedia do grupo da frente, enquanto Amanuel Ghebreigzabhier, Aurélien Paret-Peintre e Andreas Leknessund isolavam-se. Leknessund acabaria por mexer a 4 quilómetros do fim e levaria consigo Paret-Peintre. Atrás, no grupo dos favoritos, era a INEOS Grenadiers que pegava na corrida, o grupo ficou restrito, no entanto não houve diferenças entre os principais favoritos.

Uma entrada a todo o gás, até à formação da fuga

A etapa começou logo a alta velocidade, sendo que os ataques para a formação da fuga do dia se sucediam sem que algum deles vingasse. Antes da existência da fuga do dia foi ultrapassada a primeira contagem de montanha do dia: o Passo delle Crocelle (2ª categoria) onde Thibaut Pinot (Groupama – FDJ) bateu Santiago Buitrago (Bahrain – Victorious) e cimentou a sua liderança provisória na ‘Maglia Azzurra’. Na descida dessa contagem de montanha formou-se a fuga do dia com 7 unidades: Amanuel Ghebreigzabhier e Toms Skujiņš (Trek – Segafredo), Vincenzo Albanese (Eolo-Kometa Cycling Team), Warren Barguil (Team Arkéa – Samsic), Nicola Conci (Alpecin-Deceuninck), Andreas Leknessund (Team DSM) e Aurélien Paret-Peintre (AG2R Citroën Team).

A estabilização da fuga e a batalha pelas classificações secundárias

Depois da estabilização dos 7 elementos na frente a fuga ganhou rapidamente mais de 4 minutos. Vincenzo Albanese viria a ganhar o sprint intermédio em Muro Lucano, passando a contar com 20 pontos na luta pela ‘Maglia Ciclamino’. Na passagem pela Valico di Monte Carruozzo, contagem de montanha de 2ª categoria, foi Amanuel Ghebreigzabhier o primeiro a passar nesse ponto, somando 18 pontos e totalizando, provisoriamente, 24 pontos na classificação, aproximando-se da liderança de Thibaut Pinot. No sprint bonificado foi Andreas Leknessund a conseguir os 3 segundos de bonificação.

As classificações no final do dia

Além da classificação geral, Andreas Leknessund, lidera a classificação da juventude. A classificação da montanha e dos pontos não sofreu nenhuma alteração no dia de hoje, sendo Thibaut Pinot e Jonathan Milan os líderes, respetivamente.


O Giro d’Italia na Portuguese Cycling Magazine é patrocinado por:

Representante oficial das seguintes marcas em Portugal 🇵🇹:

Written by - - 205 Views

No Comment

Please Post Your Comments & Reviews

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *