Estrada, Internacional

Giro d’Italia, 16.ª etapa: João Almeida vence na alta montanha! Geraint Thomas regressa à liderança

Giro d’Italia, 16.ª etapa: João Almeida vence na alta montanha! Geraint Thomas regressa à liderança

João Almeida (UAE Team Emirates) foi o mais forte nesta etapa de 203 quilómetros entre Sabbio Chiese e Monte Bondone. O português bateu Geraint Thomas (INEOS Grenadiers), o novo líder da geral, ao sprint e venceu finalmente, pela primeira vez na carreira, uma etapa numa Grande Volta. Além de subir para segundo classificado da geral individual, o ciclista luso mantém a sua camisola branca, símbolo da liderança na classificação da juventude.

A formação da fuga e a luta pelas Maglias

Foram 26 os ciclistas que formaram a fuga do dia, atacando na fase inicial da etapa. O melhor posicionado à geral era Aurélien Paret-Peintre (AG2R Citroën Team) que com a ajuda do seu irmão, Valentin, chegou a ser virtualmente líder da corrida. Contudo, a Jumbo-Visma cedo assumiu o controlo do pelotão e nunca permitiu que a vantagem da fuga superasse os 5 minutos. Os homens da frente seriam alcançados já nos 10 quilómetros finais, não conseguindo lutar pela etapa.

Na luta pela Maglia Azzurra, Ben Healy ascendeu à liderança após ganhar a contagem de 1ª categoria do Passo di Santa Barbara, mas não teve um dia perfeito. Nas montanhas seguintes, não conseguiria repetir o feito, primeiro por culpa de Davide Gabburo (Green Project-Bardiani CSF-Faizanè) e depois pelo ataque de Carlos Verona (Movistar Team). Também, ao contrário das expetativas, cedeu logo à entrada da subida final.

Na luta pela Maglia Ciclamino, Jonathan Milan (Bahrain-Victorious) ganhou uma importante vantagem sobre a concorrência direta, ao entrar na fuga e vencer o sprint intermédio de Rovereto.

Finalmente, o combate pela Rosa!

A postura da Jumbo-Visma ao longo do dia fazia antever uma etapa diferente e nas primeiras pendentes do Monte Bondone foram as ‘Abelhas’ a imprimir o ritmo. Mais tarde, a UAE Team Emirates viria a pegar na corrida e, à entrada para os 10 quilómetros finais, Jay Vine fez a derradeira aceleração e João Almeida atacou pela primeira vez, reduzindo o grupo dos favoritos a Geraint Thomas (INEOS Grenadiers), Primož Roglič acompanhado por Sepp Kuss (Jumbo-Visma) e um surpreendente Eddie Dunbar (Team Jayco AlUla).

Seguiu-se nova aceleração de Almeida, controlada por Kuss, até que Roglič começou a ceder e foi atacado por Thomas, que rapidamente alcançou o ciclista português. Os dois chegaram a um entendimento para distanciar o esloveno, com maiores despesas naturalmente para Thomas, determinado a regressar à Maglia Rosa depois de Bruno Armirail (Groupama-FDJ) já ter ficado para trás quando começaram os ataques.

A 200 metros do final, João Almeida atacou e Geraint Thomas apenas conseguiu seguir o português, que conquistou assim a sua primeira vitória numa Grande Volta, no final da sua 4ª participação no Giro d’Italia! Primož Roglič foi o grande derrotado do dia, apesar de – junto de Dunbar – ter perdido apenas 25 segundos na estrada para o duo da frente. Todos os outros chegaram a mais de 1 minuto do vencedor.

Classificações

Geraint Thomas recuperou assim a liderança da geral, sendo que João Almeida subiu ao 2º lugar a 18 segundos do Maglia Rosa. Primož Roglič caiu para o 3º posto, com 29 segundos de atraso para o ciclista britânico. O top 3 está cada vez mais definido, visto que Damiano Caruso, 4º classificado, já se encontra a quase 3 minutos do 1º lugar. Eddie Dunbar foi a grande surpresa do dia, ao aguentar-se com os melhores, e subiu ao quinto posto da geral. Outra grande novidade do dia foi a subida de Ben Healy ao primeiro lugar da classificação da montanha.

As declarações de João Almeida no final da etapa


O Giro d’Italia na Portuguese Cycling Magazine é patrocinado por:

Representante oficial das seguintes marcas em Portugal 🇵🇹:

Written by - - 384 Views

No Comment

Please Post Your Comments & Reviews

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *