Internacional

Giro 2022: Loucura em Torino

Giro 2022: Loucura em Torino

Simon Yates obteve a sua redenção do desastre na luta pela classificação geral e venceu uma das etapas mais épicas dos últimos tempos no Giro d’Italia. O britânico tentou desde cedo integrar a fuga do dia, mas teve de se imiscuir entre os primeiros da geral para vencer na chegada a Torino.

O dia começou muito rápido com a luta por formar uma fuga, com várias tentativas durante praticamente cinquenta quilômetros. Apenas depois da passagem da primeira contagem de montanha foi possível consolidar uma fuga digna desse nome, mas foi sol de pouca dura.

A Bora-Hansgrohe tinha outros planos para o dia de hoje e montou uma armadilha na aproximação à subida A Bora-Hansgrohe tinha outros planos para o dia e montou uma armadilha na aproximação à subida de Superga. Na primeira passagem pela meta, o estado das coisas era verdadeiramente surpreendente: apenas Richard Carapaz seguia os homens de verde e negro, com a reentrada de alguns nomes com a passagem dos quilómetros. Na primeira volta do circuito ao redor de Torino, foi Wilco Kelderman que assumiu o comando das operações. João Almeida foi surpreendido e viu-se numa dura batalha para recolar ao grupo principal, algo que ao contrário de outros nomes, como Guillaume Martin e Alejandro Valverde, conseguiu fazer.

As hostes reabririam na segunda passagem por Superga, com Carapaz e Hindley ao ataque e resposta pronta do Maglia Rosa, Juan Pedro Lopez. João Almeida sempre a fazer sofrer os adeptos portugueses no seu ritmo diesel, sempre em luta para recolar ao grupo dos favoritos. No final da subida Carapaz arriscou com uma ataque explosivo, que eliminou definitivamente Juan Pedro Lopez, e alcançou uma vantagem de 20 segundos para o grupo perseguidor. No Colle della Madalena, última subida do dia, juntar-se-iam a ele Jai Hindley, Vincenzo Nibali e Simon Yates. Atrás, Domenico Pozzovivo e João Almeida (com visíveis dificuldades a descer) perseguiam o quarteto.

Na última inclinação do dia, Simon Yates aproveitou a sua ausência do radar da luta pela geral para escapar e cruzar a linha de meta isolado, conquistando a sua segunda etapa neste Giro.15 segundos mais tarde, Hindley bateu Carapaz e Nibali ao sprint. Pozzovivo seria 5º, Almeida 6º e o duo da Bahrain Landa e Bilbao chegavam já a mais de 50 segundos da frente.

Estas diferenças materializaram uma revolução na classificação geral, com Richard Carapaz a assumir a liderança e Jai Hindley no 2º posto a 7 segundos. João Almeida é agora 3º a 30 segundos do campeão olímpico. Juan Pedro Lopez despediu-se da Maglia Rosa e caiu para o 9º lugar, a mais de 4 minutos.

Written by - - 361 Views

No Comment

Please Post Your Comments & Reviews

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *