Internacional

Giro 2022: Arnaud Démare parte corações da fuga

Giro 2022: Arnaud Démare parte corações da fuga

Na etapa 13 do Giro d’Italia, esperava-se que uma fuga viesse a discutir a vitória e foi apenas por 700 metros que isso não aconteceu. A anulação da fuga abriu o caminho para Arnaud Démare (Groupama-FDJ) mostrar que é o melhor sprinter deste Giro, ao levar a sua terceira vitória.
A fuga em questão era composta Nicolas Prudhomme (Ag2R La Mondiale), Julius Van Den Berg (EF Education-Easy Post), Mirco Maestri (EOLO-Kometa) e Pascal Eenkhoorn (Jumbo-Visma). Os quatro homens contaram também com a companhia de Filippo Tagliani (Drone Hopper-Androni Giocatolli) até ao Colle di Nava, a principal dificuldade montanhosa do dia.

A perseguição por parte das equipas dos sprinters começou tarde, mas ainda foi a tempo de emendar o erro inicial.
No sprint final, Arnaud Démare (Groupama-FDJ) não deu hipóteses à concorrência, apesar de Phil Bauhaus (Bahrain Victorious), vindo de trás, ainda ter cheirado a vitória. Mark Cavendish (Quick-Step Alpha Vinyl) completou o pódio da etapa, mantendo-se a mais de 100 pontos de Démare nas contas da Maglia Ciclamino.

Na luta pela geral, ao contrário do que seria esperado, deu-se um acontecimento de grande relevo: Romain Bardet (DSM), 4º classificado à geral, foi forçado a abandonar o Giro no decorrer da etapa, devido a problemas estomacais. João Almeida chegou no pelotão e manteve o seu lugar.

Written by - - 202 Views

No Comment

Please Post Your Comments & Reviews

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *