Estrada, Internacional

Demi Vollering na mesa dos crescidos

Finalmente Demi Vollering conseguiu chegar ao lugar mais alto, a primeira vitória de nível World Tour da neerlandesa aconteceu na Liège-Bastogne-Liège fechando com um selo de ouro uma extraordinária primavera de clássicas onde andou sempre em busca dos primeiros lugares.

A SD Worx andou ao ataque desde cedo, primeiro com Niamh Fisher-Black a estar isolada na primeira fase da corrida e depois com Ashleig Moolman-Pasio a abrir as hostilidades no Cote de la Redoute e que acabaria por partir invariavelmente o grupo, ficando naquele que seria o grupo principal apenas as maiores favoritas e na frente a já referida Moolman-Pasio com Lucinda Brand e Cecille Utrupp Ludwig. O grupo perseguidor viria a engrossar-se depois da subida e eram a Jumbo-Visma de Marianne Vos e a Movistar de Amenmiek Van Vleuten a assumir a perseguida às escapadas, com a SD Worx a estar numa posição privilegiada mantendo vários elementos no grupo mas sem a missão de perseguir.

Com a fuga neutralizada a cerca de 19km do fim o grupo entrou junto na Côte Roche-aux-Facons e Anna Van der Breggen mostrou ao que veio ao pegar na corrida e ao deixar para trás grandes parte das suas adversárias, com principal destaque para Marianne Vos, já no falso plano após a última subida. Parecendo estar na missão de devolver o trabalho da colega Demi Vollering na passada Flèche Wallone, a campeã da corrida em 2017 e 2018 anulou todas as tentativas de ataques, mantendo um grupo de cinco na frente.

Perante o dominio assumido pela campeã do mundo restava a Vollering, Newiadoma, Longho Borghini e Van Vleuten, guardarem forças para aquilo que viria a ser uma discussão ao sprint. Com o sprint a ser lançado bem perto da meta, a cerca de 300m, Demi Vollering correspondeu ao trabalho da sua compatriota da melhor forma batendo Amenmiek Van Vleuten e Elisa Longho Borghini e conseguir a maior vitória da carreira e a primeira do ano, depois de dois segundos lugares em corridas anteriores. Um final que ficou com um sabor de passagem de bastão entre Anna Van der Breggen e Demi Vollering, será a jovem a sucessora da sua futura diretora?

Written by - - 165 Views