Ciclocrosse, Nacional

Antevisão do Campeonato Nacional de Ciclocrosse 2021/2022: Todos os caminhos vão dar a Santo Tirso!

Recordar 2020/2021

A temporada de ciclocrosse do ano passado foi bastante mais curta do que o habitual devido à situação pandémica que estava a assolar-nos nesse rigoroso inverno no que tocou à Covid-19. A temporada só teve duas provas: uma prova da Taça, em Melgaço, e os Campeonatos Nacionais, em Sangalhos (CAR Anadia), ambas com bastantes restrições e sem a possibilidade de existência de público nas provas.

Do lado feminino, Ana Santos dominou ambas as provas (Taça e Campeonato Nacional), não deixando os créditos em mãos alheias, e adicionou o seu terceiro título nacional (e consecutivo) de Elites ao seu currículo, um feito impressionante visto que o ano passado era o seu primeiro ano como sub23 e ela já era detentora do título nacional absoluto desde idade júnior!

Passando para o lado masculino, Vítor Santos foi o grande vencedor da prova da Taça; no entanto, no Campeonato Nacional quem levou a melhor foi Mário Costa. A prova revelou-se bastante interessante numa luta acirrada entre Mário Costa e Miguel Salgueiro até à penúltima curva onde Salgueiro perdeu os travões e partiu a roda da sua bicicleta, deixando Costa sozinho para levar de vencida o Campeonato Nacional, sendo este o terceiro título Elite para o vilacondense.

Ana Santos e Mário Costa, os campeões nacionais de 2020/2021.
Foto: Federação Portuguesa de Ciclismo
Written by - - 1117 Views

Páginas: 1 2 3 4 5 6 7